Roda Viva discute biografia e legado de Getúlio

Assista à participação do autor no programa que foi levado ao ar no dia 25 de agosto, um dia após o aniversário de 60 anos de morte do ex-presidente.

“Rádio Batuta” destaca dez músicas sobre Getúlio

A pedido do site do Instituto Moreira Salles, Lira Neto selecionou marchinhas e sambas que trataram o ex-presidente com louvações ou críticas

Bancada do “Espaço Público” debate biografia

No programa da TV Brasil, a historiadora Lucilia de Almeida Neves Delgado e os jornalistas Paulo Moreira Leite e Florestan Fernandes Jr. sabatinam o autor Lira Neto.

Revista Veja: “Livro ilumina os caminhos percorridos por Getúlio”

Em resenha sobre o terceiro volume de “Getúlio”, Augusto Nunes diz que a obra “incorporou o autor à tropa de leite dos biógrafos brasileiros”.

Lira Neto entrevistado por Kennedy Alencar

Autor da biografia “Getúlio” fala sobre o legado do ex-presidente e traça analogias entre a polarização da época e o cenário político contemporâneo

O Globo: “Biografia elogiada por historiadores”

Jornal carioca diz que livro está mais próximo da reportagem do que do ensaio histórico, mas foi saudada por especialistas do mundo acadêmico

IstoÉ: “Entre o golpe e o fim”

Revista destaca fontes da pesquisa e diz que uma das surpresas do livro é revelação do “guru espiritual” do ex-presidente

Estadão: “A empreitada foi enorme”.

Leia textos assinados por Ubiratan Brasil e Luiz Carlos Merten

Folha: “Crise política fecha trilogia sobre Getúlio Vargas”

Jornalista Eleonora de Lucena assina texto sobre último volume da biografia

Nas livrarias

WMcCann assina a campanha de lançamento do volume 3 de “Getúlio”.

Lançamento oficial em SP

Clique na imagem para ampliar

Lojas iniciam a pré-venda do volume final de “Getúlio”

Obra já pode ser encomendada aos principais sites de vendas de livros do país

Revista “Piauí” antecipa trecho do volume 3

Livro que encerra a biografia de ex-presidente Getúlio Vargas chega às livrarias em agosto.

Kenneth Maxwell assina quarta capa do último volume

Considerado um dos principais brasilianistas da atualidade, Maxwell é o fundador do Programa de Estudos Brasileiros da Universidade de Harvard.

Carta Capital publica resenha de historiador da USP

Para Elias Thomé Saliba, professor titular da Universidade de São Paulo, obra sincroniza com maestria as dimensões da vida pública e da vida privada do biografado.

Revista Amálgama: “Excelente trabalho de documentação, texto elevado e empolgante”

Vinicius Justo, mestrando em Teoria Literária pela USP, escreve resenha sobre o segundo volume de “Getúlio”.

Mario Sergio Conti assina resenha na “Piauí”

“Pela massa formidável de informações, pela narrativa escorreita que as amarra, pelas novidades que encerra, o livro amplia a percepção do político e do país”, escreve o jornalista.

Historiadora Marly Mota analisa segundo volume

Professora da Fundação Getulio Vargas diz que obra é “feliz combinação de pesquisa histórica rigorosa e texto atraente”.

Autor discute censura às biografias

Autor de “Getúlio” e Jorge Caldeira são entrevistados pelo programa “Entre aspas”, da Globonews, com Monica Waldvogel.

“Ponto a Ponto”, da Tv Record News, destaca “Getúlio”

Jornalista Lira Neto é entrevistado por Monica Bergamo e Antônio Lavareda. Assista à íntegra do programa.

Alberto Dines entrevista Lira Neto

Assista à entrevista do autor de “Getúlio” ao Observatório da Imprensa

História Viva: “Getúlio sob tormenta”

Revista destaca na capa e em matéria de seis páginas o lançamento do segundo volume de “Getúlio”: “Biografia revela, por trás do presidente transformador, um homem tomado pela angústia e que, por mais de uma vez, prenunciava o fim trágico”.

Valor Econômico: “Narrativa a serviço da compreensão da história”

Oscar Pilagallo, coordenador de publicações do Instituto Fernand Braudel de Economia Mundial, afirma: “O que emerge do livro é o homem público em sua dimensão privada, e vice-versa”.

Otávio Frias Filho assina resenha na Folha de S. Paulo

Diretor de redação da “Folha” diz que o grande mérito da obra é fomentar uma compreensão isenta do biografado e desfazer o maniqueísmo ingênuo em torno da figura de Getúlio

Jornal “Opção” (GO) destaca caso de amor do ex-presidente

Para Euler da França Belém, obra é “disparada, a melhor e mais bem escrita biografia do ex-presidente”. “Lira Neto consegue apresentar um Getúlio contraditório e complexo”, observa o resenhista.

Entrevista do autor ao jornal “O Povo” (CE)

“O segundo livro explora ainda mais as contradições íntimas do personagem, seu senso fatalista da história, suas hesitações, seus receios”, diz autor.

Lançamentos em São Paulo e Fortaleza

Companhia das Letras e Livraria Cultura convidam para as noites de autógrafos do segundo volume de “Getúlio”.

Booktrailer: Lira Neto lê trecho do volume 2

Clique aqui e assista ao vídeo no canal da Companhia das Letras no Youtube.

Folha de S. Paulo: “Biografia propõe visão menos maniqueísta sobre Getúlio”

Jornal paulista ressalta a intenção do autor de não cair nas armadilhas fáceis da apologia ou da tentativa de desconstrução do personagem.

Estadão: “Escrita límpida e extremamente bem apurada”

Leia resenha assinada pelo jornalista Ubiratan Brasil, editor do Caderno 2.

Entrevista ao Zero Hora, de Porto Alegre

Leia trecho da entrevista de Lira Neto ao jornalista Carlos André Moreira, publicada pelo jornal gaúcho.

Diário do Nordeste: “As trincheiras do poder”

“Não faltam dramas dignos da grande ficção – como a decisão de Getúlio de se matar em meio a uma crise política, nos anos 1930. A ideia que encerrou sua vida, mostra Lira, era uma companheira antiga do político.”

Estado de Minas: “Getúlio na intimidade”

“Além dos bastidores do poder, Lira Neto mostra a vida privada de um homem sozinho”, destaca jornal mineiro.

Revista Veja: “Extensa e cuidadosa pesquisa”

“Um retrato alentado” de Getúlio, define a seção “Veja recomenda”, em resenha sobre o segundo volume da biografia

IstoÉ: Biografia expõe face melancólica de Getúlio

Revista observa que segundo volume da biografia “Getúlio” mostra um homem atormentado, por trás da imagem pública sorridente e bonachona.

Correio Braziliense destaca a “solidão do poder”

Jornal diz que, também no segundo volume, autor alia o texto leve e instigante do bom jornalismo ao rigor exigido pela melhor pesquisa acadêmica

Maria Celina D’Araújo assina orelha do segundo volume

“Um trabalho primoroso”, define a cientista política e professora da PUC-Rio.

“Getúlio (1930-1945)” já está em pré-venda

Leitores podem reservar o seu exemplar pela internet, nos sites das principais livrarias. Lançamento oficial será em agosto.

Lula e FHC assinam contracapa do tomo 2

Os dois ex-presidentes da República relatam suas impressões após a leitura do primeiro volume.

Leia trecho do segundo tomo, na “Piauí”

Edição de julho da revista antecipa capítulo, como aperitivo aos leitores.

Vem aí o segundo volume de “Getúlio”

Companhia das Letras lançará segundo tomo no início de agosto

“Getúlio pelo olhar de um repórter”

Revista “Pesquisa”, da Fapesp, traz resenha sobre o primeiro tomo da trilogia. Para o professor Victor Gentilli, doutor pela ECA-USP, obra é “magnífica”.

“Uma lição de História”, define historiador

Sebastião Pimentel Franco, doutor em História pela USP e professor da Universidade Federal do Espírito Santo, em resenha para o jornal capixaba “A Gazeta”, define biografia de Getúlio como “uma obra de erudição”.

“Um trabalho magistral”, diz economista da FGV

Marcos Fernandes Gonçalves da Silva, pós-doutor pela Universidade de Londres, assina resenha no Guia de Livros, Discos e Filmes da Folha

Correio Braziliense: “Texto limpo e pesquisa rigorosa”

Em entrevista ao jornal Correio Braziliense, o autor fala de sua obsessão pelo jornalismo e pela história.

Otavio Frias Filho: “Maquiavelismo à brasileira”

Leia trechos do artigo publicado no caderno Ilustríssima, da Folha de S. Paulo.

Revista Veja: “Primeira biografia genuína” de Getúlio

Jornalista Augusto Nunes destaca agilidade da narrativa e o rigor da pesquisa em fontes primárias

Folha: Historiadora do CPDOC assina resenha

Para Marly Motta, doutoura em História, livro não cai nas armadilhas comuns ao gênero biográfico.

Estadão: “Obra surpreende pela imensidão de dados”

Jornal paulista traz crítica assinada por Maria Celina D’Araújo, doutoura em Ciência Política.

O Globo: “Um texto que cativa o leitor”

Jornal carioca ressalta que a obra, de “narrativa ágil e envolvente”, ganhou também o aval de historiadores como Boris Fausto e Gunter Axt.